quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Opiniões e meu efeito Valium

Depois de muito raciocinar e perceber como andam meus relacionamentos (amizade, namoro e família) percebo que as pessoas não estão preparadas para ouvir o que penso. Muita das vezes me surpreendo com a reação das pessoas com minhas opiniões. Sou um homem de 32 anos e SIM, eu tenho opiniões próprias e provavelmente algumas delas são chocantes e/ou absurdas. Opinião não significa que eu vou agir daquela maneira que penso mesmo porque entre o pensar e o fazer há um oceano de “e se”.
Já perdi amizades (ou quase) e inúmeras possibilidades de namoro longo por conta desses pensamentos e sinceramente não quero mais ser assim. Quero ser alguém empático e que as pessoas querem ter por perto mesmo que isso vá me doer mas acho que esse é o pequeno preço que pagamos para viver em sociedade. (aquela velha história de tapar buracos desde que nascemos)
Isso me faz lembrar de um episódio do Dr. House onde um homem que é um Gênio mas tomava remédios para deixar de sê-lo para que pudesse ter um relacionamento com alguém pois sua genialidade o deixava crítico, mas para sua infelicidade esses remédios o estavam matando. Ele teve de parar de tomar os remédios e logo percebeu o quão ignorante era sua noiva e certamente o relacionamento terminou ali mesmo pela história contada.
Por isso ando idealizado uma nova forma de agir: o ser “não-raciocianante”. Esse ser não mais vai expor nenhuma opinião. Vai ouvir com gosto as ideias de todos ao seu redor mas não vai tomar nenhuma posição. NUNCA! Colocarei uma trava no cérebro que vai ser mais ou menos assim: Tem algo a comentar? Sim! É sua opinião? Sim! É exatamente igual a opinião de TODOS presentes? Sim! Tem certeza? Não... Então não fale!
Ruim? Não sei mas eu já percebi que pessoas assim tendem a serem mais empáticos e estou fazendo apenas um TESTE! Vamos ver no que vai dar... No mínimo vou fazer uma experiência louca sobre a sociedade! hahah
AS PESSOAS NÃO ESTÃO PREPARADAS PARA OUVIR E ACEITAR QUE SUAS OPINIÕES SÃO SOMENTE SUAS!
Minhas opiniões deixarão de existir? Nunca! Tudo o que penso sobre tudo estará nesse blog que provavelmente estarei atualizando com mais frequência pois estarei louco pra desabafar ficando o dia todo sem me impor. Também estará aqui e somente aqui porque sei que ninguém o lê... (acho que só o Robson! Hahaha)


Felicidades a todos!

Um comentário:

  1. kkkkkkkk
    Essa foi boa! Não! Foi excelente!
    Cara, sei o que está passando. No meu caso, de um headbanger com ideais, ao ingressar no curso de Direito, passei a ser reservado (frustrado), às vezes (ou muitas vezes) considerado chato, egocêntrico e ranzinza.
    Acontece que perdi a paciência com as pessoas com quem passei a ter contato. Para os ditos normais (que para mim são boçais - tem muita gente assim nesse meio), eu era um ser alienígena. É problema interpessoal dos brabos...
    Não quero parecer convencido, mas as tensões dos últimos anos levaram-me a repressão cada vez maior, e hoje sou um ser quase antissocial (kkkkk). Até saí do facebook de tanto ler asneira. Eu as lia e ficava remoendo por dentro, reprimindo a minha vontade de responder ao infeliz (outro kkkkkk). Sabia que isso só me traria problemas e o sujeito nunca iria aprender, ou ao menos refletir melhor.
    De qualquer forma, estarei sempre aqui, seja porque somos amigos, seja porque suas reflexões são originais, e fogem do lugar-comum.
    Espero que se encontre e encontre uma forma de levar a vida de uma maneira que lhe traga satisfação (se é que a sua maneira já não atenda a esse anseio).
    Viver não tem fórmula certa. Além disso, não temos muito tempo para tentativa e erro.

    ResponderExcluir